De acordo com o Ayurveda, as força vitais se manifestam como três energias diferentes, ou doshas. Essas constituições do corpo são discutidos em meio aos 10.572 hinos do Rig Veda. Em conjunto com os três gunas (Sattwa, Rajas e Tamas) na criação do corpo humano estão os três doshas: Vata, Pitta e Kapha. Assim, todos nós temos uma combinação única dessas três forças, sendo que a maioria possui uma quantidade maior de um ou dois deles, definindo um conjunto de características físicas, mentais e emocionais. Dessa forma, conhecendo o dosha de uma pessoa é possível que tenha uma vida mais saudável e equilibrada, cuidando das energias vitais encontradas em sua mente e em seu corpo.

Com esse conhecimento, é possível compreender qual a composição primordial do indivíduo (Prakruti) e qual seu estado atual de desequilíbrio (Vikruti). De acordo com o Ayurveda, toda doença física ou mental está relacionada com o desequilíbrio das energias vitais no organismo. Assim, quanto mais próximo estiver de sua composição original, mais saudável e menos suscetível estará a pessoa.

doshas

O Vata pode ser entendido com uma força nervosa, eletromotora, atividade física ou então aquela responsável pelo movimento. Ele é comumente chamado de ar. A raiz ‘va’ significa espalhar. Em termos orientais, é a organização elétrica que mantém o organismo em movimento, mantendo o equilíbrio entre o Pitta e kapha (inertes).

Autoridades ayurvédicas correlacionam os doshas com a terminologia oriental como: “Vata está relacionado com o sistema nervoso, Pitta, com o sistema endócrino-metabólico, Kapha com o sistema imunológico. Vamos conhecer um pouco mais sobre cada um deles.

Composição dos Doshas

Cada um dos três doshas é composto da união de dois elementos da Natureza. Essa composição confere ao dosha o seu fundamento e atuação no corpo humano. Assim, a combinação desses elementos, em seus variados níveis, permite a compreensão dos diversos tipos de pessoas e seus pontos fortes e vulnerabilidades.

Dessa maneira, conhecendo esses elementos vitais é possível adotar estratégias de cura através da interação com o mundo natural, por exemplo com com relação à alimentação, contato com óleos e aromas, ervas e cores. Assim, torna-se possível manipular os doshas, regressando o corpo para o estado próximo de Prakruti.

Dessa maneira, temos a compreensão de que possuímos em nosso interior os cinco elementos fundamentais do Universo, sendo uma porção específica de sua manifestação. Logo, ao entrarmos em equilíbrio com quem somos e que o que nos cerca, conseguimos alcançar uma vida com saúde e bem-estar. Fatores como má alimentação, stress, cansaço, pensamentos negativos ou compulsivos, poluição, geram desequilíbrio em nossos doshas, o que faz com que seja necessário buscar dentro e fora do corpo elementos para retornar ao nosso estado original de equilíbrio.

Esse é o motivo pelo qual dentro do Ayurveda não existe um remédio único para os males físicos, emocionais e mentais. Tudo depende da pessoa e de seu histórico de vida, pois isso mostrará as causas de sua moléstia e qual o destino desejado. Por exemplo, uma pessoa com composição primordial  Kapha com Vata elevado será tratado de forma diferente de uma pessoa Pitta com Vata elevado. É importante salientar que a definição do dosha e o tratamento indicado é um processo que deve ser conduzido por um terapeuta.

Vata: comunicação e movimento

(o dosha composto por Ar e Éter)

vataVata está relacionado com a força nervosa. É responsável por todo movimento na mente e corpo. Vata regula até mesmo o equilíbrio do Pita e Kapha.

As funções do Vata incluem controle e coordenação do corpo, início de movimentos e sensações (e transmitindo sensações), regulação da respiração, processos psicológicos, fala, remoção de resíduos corporais e as funções motoras de excreção.

Os ossos e o sistema nervoso são afetados primariamente pelo Vata.

As pessoas que possuem os biotipo Vata são geralmente entusiasmadas, com vivacidade e criativas. Com pele, cabelos e mucosas geralmente frios e secos, seus corpos são magros, esguios, tendem a perder peso com rapidez. Seu metabolismo, assim como suas emoções e pensamentos são instáveis instáveis.

Por outro lado, são pessoas dispersas, com alta capacidade de aprender, porém se esquecem rapidamente, tendo a mente ocupada por outro interesse, podendo muitas vezes aprender sobre muitas coisas porém sem aprofundamento.

Com comportamento agitado e interessado. Gostam de calor e de objetos e ambientes que esquentam por serem pessoas que sentem muito frio. Sexualmente algumas vezes apresentam interesse e libido, outras não.

Pitta: transformação, digestão e metabolismo (o dosha composto por Fogo e Água)

pittaO Pitta está relacionado com o fogo interno, com a bile, o calor corporal, as enzimas digestivas, funções físico-químicas, o metabolismo e o sistema endócrino. Dessa forma, é responsável pela transformação do quilo (nome dado ao produto da digestão após passar pelo estômago (quimo) e chegar ao intestino delgado) em uma substância protoplásmica como esperma e óvulo. Também está relacionado com o Agni (fogo digestivo).

Pesquisadores orientais recentes realizaram alterações nas crenças que agora relacionam mais proximamente a visão do Ayurveda das funções endócrinas e o metabolismo. Em resumo, muitos acreditam agora que os hormônios digestivos e os neurotransmissores são todos uma parte da endocrinologia.

Pitta está relacionado com os sistemas circulatório, metabólico e digestivo (incluindo o endócrino).

As pessoas com o biotipo Pitta tendem a ser musculosas, com distribuição por igual de massa pelo corpo, mantém o peso com facilidade, tendem a aprender aquilo que se interessam e gostam de desafios físicos e mentais.

São pessoas que podem ser combativas e explosivas por conta de sua composição de Fogo e impacientes quando as coisas não estão saindo como elas desejam. Podem apresentar comportamento impulsivo, baseado em fortes emoções.

Também possuem pensamentos ardentes que podem ser notados através do brilho de seus olhos. No campo sexual gostam do jogo de conquista e apreciam relacionamentos instigantes.

Kapha: estabilidade, estrutura e armazenamento (o dosha composto por Água e Terra)

kaphaKapha preenche os espaços intracelulares do corpo como tecido conjuntivo. Exemplos desses tecidos incluem mucos, fluidos sinoviais e tendões. Kapha é responsável pela estrutura grosseira do corpo (sólido e líquido / catarro e plasma).

As funções protetoras e imunológicas no corpo são controladas pelo Kapha. Ele também está relacionado com a imunidade do corpo (ojas).

Pessoas que tem esse biotipo costumam ter o corpo farto, algumas vezes truculento, podendo haver algum acúmulo de gordura na cintura. São pessoas fortes, que gostam de conforto, calma e bons momentos de estabilidade.

Estão relacionadas às rotinas, solidez de relacionamentos, bom humor. São pessoas sociáveis, que gostam de apreciar a boa companhia e tomar decisões seguras. Com relação aos estudos, demoram para aprender, porém tem excelente memória.

No campo afetivo são pessoas protetoras, possuem tendência a cuidar e manter a vida. Gostam de prazer sensorial e estão constantemente com desejo sexual.

Propriedade dos Três Doshas

Vata: Seco, leve, frio, áspero, sutil, em movimento

Pitta: Levemente oleoso, quente, leve, odoroso, líquido

Kapha: Oleoso, frio, pesado, lento, suave, viscoso, estático

Os doshas no corpo

Os três doshas (Vata, Pitta e Kapha) existem através de todo corpo, em cada célula, ainda que predominantemente no cólon, intestino delgado e estômago (respectivamente), que são seus lugares de origem no corpo. Algumas autoridades dizem que o Vata reside primariamente abaixo do umbigo, Pitta entre o umbigo e o coração e o Kapha acima do coração.

Vata também pode ser encontrado (governando) a cintura, coxas, orelhas, ossos e pele. Pitta também governa o umbigo, suor, linfa, sangue, olho e pele. Por outro lado, Kapha controla também o peito, garganta, cabeça, juntas dos ossos, intestino delgado, plasma, gordura, nariz e língua.

biotipos doshas

Os doshas no metabolismo

Juntos, os doshas são responsáveis pelos metabolismos catabólico e anabólico.

O catabolismo se divide em complexos corpos internos, e o Vata (energia do ar) libera essa energia em resíduos mais simples. Por outro lado, o anabolismo usa o alimento e constrói corpos mais complexos. Dessa maneira, o produto do processo metabólico é o protoplasma ou matéria essencial [proteínas, carboidratos, lipídios e sais inorgânicos].

Assim, alimento sem vida se torna protoplasma vivo e é usado como energia livre ou calor em excesso ou movimento que são emitidos pelo corpo. Então, o propósito dos três doshas é movimentar o quilo (o produto dos alimentos diferidos) através do corpo para nutrir e construir tecidos corporais. Quando qualquer um dos doshas ou todos estão desbalanceados, o corpo para de ser nutrido e a doença se desenvolve.

O ritmo dos doshas durante o dia

relógio doshaAs partes do dia não são iguais, e o horário interfere no nosso biorritmo. Por exemplo, já reparou que em alguns momentos do dia nos sentimos criativos e em outros queremos apenas relaxar e recuperar a energia?

O que está ao nosso redor interfere em nosso interior. Assim, conhecendo a forma que os estágios do dia nos afeta, podemos entrar em harmonia com o tempo e utilizar as mudanças para uma vida baseada em decisões que estão de acordo com as alterações em nosso organismo.

Dessa maneira, seguir o fluxo da vida e entrar em harmonia com esse ritmo faz uma enorme diferença em nossa felicidade, produtividade e saúde.

Em resumo, existem 6 estágio ao longo do dia, em uma sequência de alterações entre o domínio de cada um dos doshas.

Nascer do Sol – período Kapha

Começando no nascer do Sol, esse é um período de crescimento e nutrição. Nesse período o corpo está forte e ainda pode ter a tendência de está um pouco preguiçoso e sonolento. Isso ocorre porque nosso Kapha está aumentado nesse momento e você pode fazer exercícios, Yoga e trabalhos que precisam de atividades físicas. Não durma enquanto o Kapha aumenta porque deixará você letárgico e sentindo menos energia apesar de ter dormido mais.

Meio-dia – período Pitta

Após o período Kapha, o dosha que começa a aumentar é o Pitta. Esse é o período em que o metabolismo e capacidade de transformação do corpo estão altos. Nosso fogo digestivo está em seu ápice, assim como nossa energia para conquistar o que desejamos. Nesse período faça a sua maior refeição do dia e não economize nessa refeição ou deixe para muito tarde. Dessa maneira, se você não tiver uma almoço de qualidade sentirá sua energia cair muito depois das 2 da tarde (período Vata), quando terá uma grande demanda de energia mental.

Fim de tarde – período Pitta

Quando o Sol está se movendo para o horizonte, o período Vata começa. Esse é o momento de transformação e mudança, enquanto o Vata dentro de nós aumenta. Nossos tempos de reação mais rápidos acontecem por volta das 3 e meia da tarde, bem no meio do período Vata. Quando o por do sol vai se aproximando existe um clima que permite atividades silenciosas de reflexão. Dessa forma, use esse período para estudar ou criar. Use o final do momento Vata para meditar, rezar ou estudos reflexivos. Não faça atividades energéticas, atividades físicas, nem coma alimentos pesados.

Começo da noite – período Kapha

Quando a noite começa, o período em que estamos mais lentos aparece novamente. O corpo começa a secretar melatonina e naturalmente começa sua jornada para dormir. Faça uma refeição leve no início do período Kapha para que a digestão aconteça antes de você ir para cama. Então você deixará a energia Kapha lentamente conduzir você para adormecer. Use isso como uma vantagem, é isso que seu corpo está programado para fazer.

Meia-noite – período Pitta

No centro da noite, é o período Pitta que está no auge, trazendo novamente transformações e agindo em nosso metabolismo. O fígado está trabalhando ativamente nas toxinas acumuladas durante o dia e a mente está digerindo as experiências e emoções do dia. Garanta que você esteja dormindo nesse período, para que ele seja eficaz para seu corpo e deixe que seu fígado e mente façam seu trabalho. Assim, não adicione ao seu corpo comida, estimulantes ou álcool nessas horas.

Antes do nascer do Sol – período Vata

Se você seguiu o percurso natural das necessidades de seu corpo e foi dormir no período Kapha na noite anterior, você achará natural acordar pouco antes ou depois do nascer do Sol, no período Vata. As qualidades claras desse momento especial antes e depois do nascer do Sol nos dá espaço mental e paz e com o nascer do Sol, são particularmente úteis para atividades reflexivas. Acorde durante o período Vata, dê um tempo para eliminar os rejeitos do corpo e então medite, reze ou entre em estudos reflexivos. Não se permita dormir e continuar até o período Kapha ou você sentir sua energia ser drenada. Em resumo, aproveite e sinta a energia de criação da vida ao seu redor.

Para saber mais

The Rig Veda – Wendy Doniger

Ayurveda: Saúde Longevidade na Tradição Milenar da Índia – Dr. Danilo Maciel Carneiro

Culinária Ayurvédica para o seu dia a dia: Com mais de 100 receitas simples, práticas e energéticas para o seu bem-estar – Kate O’Donnell

Ayurveda – A ciência da longa vida – Edson Antonio D’Angelo Jr. e Janner Rang

Dosha and Diet: Know Your Body and Know your Diet (English Edition) – Dr. Shwetha Reddy