O poder da Latifa: uma antiga oração sufi para revelar o seu eu superior

//O poder da Latifa: uma antiga oração sufi para revelar o seu eu superior

A Latifa é uma antiga oração Sufi que nos conecta com a essência do nosso ser. Isso nos aproxima de nosso Eu (superior) e é uma grande ajuda para descobrir o que realmente nos move.

Sua beleza está na simplicidade e na combinação de palavras com o movimento das mãos sobre o corpo. Cada linha está conectada a uma parte específica do corpo.

Lata’if: os chakras do islamismo

A oração também pode ser vista como uma meditação guiada. Está relacionado ao sistema lata’if da psicologia sufista. No ramo místico do Islã geralmente se distinguem seis lata’if: centros sutis de percepção, comparáveis ​​aos chakras da espiritualidade indiana. Despertar ou ativar esses órgãos psicoespirituais é parte do desenvolvimento espiritual de um sufi.

Caminho do Amor

sufi extaseSufismo é um caminho de amor. A relação entre o buscador espiritual e Deus é frequentemente descrita como um relacionamento entre o amante e o Amado. Orar a Latifa é uma das muitas maneiras pelas quais alguém pode se
aproximar do Divino, que em última instância é encontrado em nossos próprios corações.

O verdadeiro conhecimento de Deus é obtido quando o amante entra em contato com o Amado através da comunhão secreta com Ele.

Provérbio tradicional sufi

A oração de Latifa costumava ser um segredo: destinada apenas a iniciados. Por quê? Porque é uma oração poderosa. E também porque os sufis acreditam na transmissão da sabedoria de coração a coração. A relação mestre-discípulo é muito central nessa tradição.

No entanto, a Latifa agora é acessível para todos e para um benefício maior. Há alguma mágica nessas linhas básicas: elas te capturam imediatamente e têm um efeito profundamente transformador. Depois de ser confrontado com seus desejos, esperanças e medos, você é estimulado a deixar ir, encontrar paz e confiança
e aceitar a si mesmo como você é.

Rezando a Latifa

Nesta meditação, a mão esquerda guiará a mão direita. A mão direita significa agir, a mão esquerda para receber. Tire um momento de descanso e fique à vontade. Você pode se sentar ou deitar. Certifique-se de que você não será perturbado. Talvez você gostaria de queimar uma vela ou um pouco de incenso, talvez você gostaria de sair em algum lugar na natureza.

Coloque as mãos no seu colo, feche os olhos e vire para dentro. Torne-se consciente da sua respiração.
Respire profundamente algumas vezes. Quando estiver pronto, você começa a mover a mão direita para o lado esquerdo da cintura. Coloque a mão esquerda sobre ela e diga: ‘eu existo’

Deixe as palavras afundarem:

“Eu existo”

Pode ser tão simples: eu existo. Nada mais nada menos. Você está existindo neste exato momento. Houve uma época em que você não estava aqui. Haverá um momento em que você não estará mais aqui. Mas aqui e agora: você é. Como é? Quem é o ‘eu’ que está aqui agora?

Agora mova suas mãos (esquerda, guiando para a direita) para o lado direito da sua cintura. Concentre sua atenção nesta parte do seu corpo, enquanto você diz:

“Eu desejo”

O que você realmente deseja? Talvez não seja o que você esperava. Não é o que sua mente está lhe dizendo para desejar. Quais emoções ou pensamentos pertencem a esses desejos? Tente não julgar. Apenas observe o que acontece e deixe estar.

Em seguida, mova as duas mãos para o lado esquerdo do peito, na altura do pulmão esquerdo, enquanto fala as palavras:

“Eu espero”

Você percebe a diferença? Como a esperança se sente? Não importa quão difícil seja o caminho que você está caminhando, você sempre pode restaurar a esperança. Mesmo que tudo pareça dar errado agora. A esperança lhe dará o poder de continuar: porque pode haver um dia em que seus desejos serão cumpridos.

Agora, mova as mãos para o lado direito do peito, a localização do pulmão direito. Como esta parte do corpo se sente? Então você diz:

“Eu acredito e confio”

A confiança segue da esperança. A esperança ainda pode estar cheia de incerteza. Com confiança, você solta as
incertezas e se entrega a um poder superior. O que você gosta de chamar. Talvez a força da vida,
talvez o seu eu superior, possa confiar em si mesmo. No que você acredita?

Em seguida, coloque as duas mãos na garganta. A garganta é uma parte vulnerável do corpo: necessária para respirar e comer, para fazer sons, para comunicação. Sinta como as coisas literalmente caem de seus ombros, como o caroço em sua garganta é removido, enquanto você diz as palavras:

“Eu deixo ir”

Todos esses desejos e esperanças, os medos que vêm com isso, seus desejos mais profundos: você pode deixar todos irem. Da confiança você se move em uma confiança ainda maior. Não precisa se preocupar. Deixe ir e seja apenas.

Quando você soltar tudo isso, apenas uma coisa permanece … Mova as duas mãos para o centro do seu peito enquanto fala:

“Eu amo”

Sinta seu amor. Deixe fluir através de você: você ama e você está sendo amado. É a corrente mais profunda da nossa existência. O que você ama? Quem você ama? Sinta como esse poder irradia do seu ser e abrange tudo o que está ao seu redor.

Agora você está pronto para reafirmar seu lugar no mundo. Coloque as duas mãos logo acima do umbigo, o lugar do plexo solar, a parte do corpo que reflete nosso lugar no mundo material. E profere a última parte da oração:

“Estou preparado”

Com esse poderoso fechamento, você confirma sua própria existência. É uma profunda aceitação e disposição para
enfrentar a vida à medida que se apresenta a você, única em cada momento. Estar preparado também é: estar
preparado para voltar ao mundo depois da oração.

Como se sente por você? O que você está preparado para fazer? Ouça profundamente a voz do seu coração. Saiba que você tem o poder, a força, a coragem e todo o amor de que precisa.

Você pode fazer a Latifa a qualquer momento que desejar. Isso definitivamente ajudará você a se aprofundar profundamente no aqui e agora.


O que achou da Latifa? Deixe nos comentários a sua percepção. Praticar o contato com o divino que habita em você fortalece e traz mais alegria e poder para enfrentarmos os desafios da vida.

Artigo escrito por Judith Sudhölter e traduzido livremente do site Fractal Enlightenment. Gratidão.

latifa

Lorem, primeiro de tudo, ipsum, também, quem somos, outro, além disso, sit, finalmente, amet, porque, consectetur, assim.

Ut, do mesmo modo, enim, enquanto, ad, em contraste, veniam.

latifa

Duis, parece que, aute, talvez, provavelmente, irure, quase, acima de tudo, in.

Lorem, primeiro de tudo, ipsum, também, quem somos, outro, além disso, sit, finalmente, amet, porque, consectetur, assim.

Ut, do mesmo modo, enim, enquanto, ad, em contraste, veniam.

Duis, parece que, aute, talvez, provavelmente, irure, quase, acima de tudo, in.

latifa

Lorem, primeiro de tudo, ipsum, também, quem somos, outro, além disso, sit, finalmente, amet, porque, consectetur, assim.

Ut, do mesmo modo, enim, enquanto, ad, em contraste, veniam.

Duis, parece que, aute, talvez, provavelmente, irure, quase, latifa, acima de tudo, in.

Lorem, primeiro de tudo, ipsum, também, quem somos, outro, além disso, sit, finalmente, amet, porque, consectetur, assim.

Ut, do mesmo modo, enim, enquanto, ad, em contraste, veniam.

Duis, parece que, aute, talvez, provavelmente, irure, quase, acima de tudo, in.

latifa

Lorem, primeiro de tudo, ipsum, também, quem somos, outro, além disso, sit, finalmente, amet, porque, consectetur, assim.

Ut, do mesmo modo, enim, enquanto, ad, em contraste, veniam.

Duis, parece que, aute, talvez, provavelmente, irure, quase, latifa, acima de tudo, in.

Lorem, primeiro de tudo, ipsum, também, quem somos, outro, além disso, sit, finalmente, amet, porque, consectetur, assim.

Ut, do mesmo modo, enim, enquanto, ad, em contraste, veniam.

Duis, parece que, aute, talvez, provavelmente, irure, quase, latifa, acima de tudo, in.

Lorem, primeiro de tudo, ipsum, também, quem somos, outro, além disso, sit, finalmente, amet, porque, consectetur, assim.

Ut, do mesmo modo, enim, enquanto, ad, em contraste, veniam.

latifa

Duis, parece que, aute, talvez, provavelmente, irure, acima de tudo, in.

Lorem, primeiro de tudo, ipsum, também, quem somos, outro, além disso, sit, finalmente, amet, porque, consectetur, assim.

Por |2018-07-11T11:46:45+00:0030 março 2018|Parábolas|

Sobre o Autor:

Presidente do Instituto Loureiro de Desenvolvimento Humano e da Novah Agência de Comunicação. Desenvolvedor humano, coach, mentor, professor, escritor, matemático, terapeuta corporal ayurvédico e tântrico, autor e palestrante. Pesquisador e um dos pioneiros da aplicação integrada de técnicas e conceitos de Pedagogia, Coaching, Mentoring e Ayurveda no desenvolvimento de pessoas. Atuou durante mais de 20 anos como professor e palestrante, tendo desenvolvido milhares de pessoas ao longo desse período. Cursou Engenharia Civil, Bacharelado em Estatística, Licenciatura de Matemática e Marketing com especializações nas áreas de Psicologia, Educação, Marketing e Astronomia, pelas instituições USP, FGV, FAAP, UNIP. Violonista clássico, geek e colecionador de livros e documentos raros.

Deixe um Comentário

CONVERSE AGORA