fbpx

Poder Além da Vida – Dica de Cine Coaching

Resenha Coach

//Poder Além da Vida – Dica de Cine Coaching

A história baseada em fatos reais nos retrata a jornada de um jovem na busca do significado de sua vida, conquista de seus sonhos, passando pelo seu autoconhecimento. Essa jornada parece com a que encontramos em um processo de Coaching, onde o Coach auxilia o Coachee a se descobrir, a refletir sobre o mundo e sobre si, tornando claros os limitadores e as ações que devem ser tomadas. Assim, é possível sair de um Estado Atual e alcançar um Estado Desejado com resultados extraordinários.

Aqui vai um trecho sobre paixão e a jornada da vida. Motivadores poderosos que geram movimento:

Aqui está um trecho incrível sobre como se livrar do lixo interior:

Gostou? E o que acha de conhecer as 3 regras do filme para ter uma vida poderosa:

Quer conhecer ele inteiro? Aqui está ele pra você:

Se você preferir dublado, está aqui embaixo:

*** ALERTA DE SPOILERS *** Se você não quer saber o que acontece no filme, não continue a leitura!

Sócrates age de forma parecida com o Coach, orientando as reflexões de seus Coachee (com perguntas como: “Você é feliz?”, “Por que não consegue dormir?”, levando Millman a refletir sobre sua vida e visitar seu inconsciente, o afastando das respostas prontas), porém diferenciado-se das premissas do Coaching quando oferece alguns ensinamentos, uma vez que no Coaching não há transmissão de conhecimento do Coach para o Coachee.

Quando Sócrates fala que “sabedoria é agir”, nos remete ao foco nas ações do Coaching, onde não basta ter conhecimento e habilidades, mas é preciso colocar em prática para gerar resultados (o que nos lembra a tríade do Coaching: Conhecimento, Habilidade e Ação, sendo que para ter resultados extraordinários, é preciso gerar Ações poderosas, e não ter apenas muito Conhecimento ou Habilidade).

Percebemos outro ponto importante do filme quando é passado o conceito de que não existe propósito maior do que servir aos outros, o que nos remete ao Coaching que é o de ter foco nas necessidades e sonhos do Coachee. Essa visão também nos lembra o budismo, que afirma que a verdadeira libertação do sofrimento é não se importar consigo mesmo, com a identificação com o ego e demonstrar compaixão pelos outros seres. O apego é a fonte do sofrimento.

Pude perceber a importância de boas perguntas, para que o Coachee encontre suas próprias respostas, “parando de reunir informações exteriores e encontrando as interiores”, sendo que em momento nenhum Sócrates tenta convencer Millman de algo, apenas mostra o caminho.

Somos convidados a pensar sobre o valor do  presente, livrando a mente de “lixos” envolvendo o passado e o futuro, estando conectados com o agora, onde existem as oportunidades  de ação (“tudo que se tem é o agora”). Nesse processo, o caminho é se livrar dos hábitos (deve-se saber o que se está fazendo), conceito que encontramos no Coaching, ao trazer a racionalização para determinados atos, muitas vezes sabotadores inconscientes.

Sócrates age como um apoiador, um incentivador que sempre lembra Millman de seu estado desejado e mostra que mesmo que todos digam que não pode, se alguém realmente quiser, faça dar certo (parábola do Sapinho), pois o guerreiro não desiste do que ama. Finalmente o filme nos mostra a importância da jornada e não do destino, onde se pode maravilhar e ter a sensação de completude.

Quero saber a sua opinião. Encontrou mais algum ensinamento bacana? Compartilhe comigo, vou adorar receber sua mensagem em marco@institutoloureiro.com.br. Valeu!

Por | 2018-06-06T11:19:11+00:00 13 março 2017|Cine Coaching|

Sobre o Autor:

Presidente do Instituto Loureiro de Desenvolvimento Humano e da Novah Agência de Comunicação. Desenvolvedor humano, coach, mentor, professor, escritor, matemático, terapeuta corporal ayurvédico e tântrico, autor e palestrante. Pesquisador e um dos pioneiros da aplicação integrada de técnicas e conceitos de Pedagogia, Coaching, Mentoring e Ayurveda no desenvolvimento de pessoas. Atuou durante mais de 20 anos como professor e palestrante, tendo desenvolvido milhares de pessoas ao longo desse período. Cursou Engenharia Civil, Bacharelado em Estatística, Licenciatura de Matemática e Marketing com especializações nas áreas de Psicologia, Educação, Marketing e Astronomia, pelas instituições USP, FGV, FAAP, UNIP. Violonista clássico, geek e colecionador de livros e documentos raros.

Deixe um Comentário

converse agora