Já pensou em ter uma Pedra Filosofal? O que você faria com um Elixir da Longa Vida ou um Homúnculo? Aqui você vai descobrir como esses três objetivos da alquimia medieval podem lhe ajudar na área profissional. Assim, vamos tratar aqui desses três objetivos dos alquimistas e como eles podem alavancar sua vida profissional.

Sobre a Alquimia

Alquimia é um antigo ramo de conhecimento voltada para a transformação de elementos. Com esse estudo é possível não apenas transformar e aperfeiçoar a matéria, como também a mente e o espírito. Nesse ponto, a Alquimia Medieval traz inspirações preciosas para nosso dia a dia.
Investigando diversas ciências como Ocultismo, Química, Filosofia, Medicina, Arte, Metalurgia, Astrologia, Astronomia, Física e Teologia o alquimista busca condições para o aperfeiçoamento material, mental e espiritual com o auxílio do mundo exterior.
Existem duas análises possíveis que podem ser feitas: a exotérica e a esotérica.

A exotérica tem relação com o mundo manifestado. Por exemplo, com a transformações de compostos, metais e outros componentes em elementos mais nobres com utilidades diversas. A manifestação mais conhecida desse aspecto da Alquimia é a Pedra Filosofal, que exotericamente propunha transformar qualquer metal em ouro.

Porém para quem busca transformações e resultados mais profundos, existe todo um arcabouço de significados e aperfeiçoamentos que transcendem o mundo manifestado. Nesse cenário, entra o sentido esotérico da Alquimia. Assim, podemos usar seus conhecimentos para aprimorarmos mentes e espíritos. E assim, cumprir sua missão nesse mundo.

Trataremos sobre os aspectos esotéricos da alquimia e sua relação com a vida (e os resultados) profissionais.

1° objetivo: A Pedra Filosofal

Alquimista Buscando a Pedra FilosofalEssa seria uma pedra com o poder de transformar metais ordinários em ouro, segundo Santo Tomás de Aquino em seu Tratado da Pedra Filosofal. Ela tem o sentido esotérico de gerar transformação positiva em algo que seria comum. Por exemplo, sabe aquela pessoa que chega no escritório e tem a capacidade de melhorar o humor de todos? Parece que ela transforma um dia comum em algo leve, esperançoso e energizado. Essa pessoa em certo grau passa a ser uma Pedra Filosofal.

Transforma sentimentos, eventos, relações comuns e algo incrível, único.

VITRIOL

vitriolV.I.T.R.I.O.L. é a sigla da expressão, do latim “Visita Interiora Terrae, Rectificando, Invenies Occultum Lapidem”. Ou seja,  “Visita o Centro da Terra, Retificando-te, encontrarás a Pedra Oculta (ou Filosofal)”.

Essa é o centro da busca do alquimista para descobrir a Pedra Filosofal que existe dentro de si. Dessa maneira, ele percorre os caminhos para construção sua Grande Obra (Magnum Opus), composta de três estágios: a Obra em Negro (Nigredo), Obra em Branco (Albedo) e Obra em Vermelho (Rubedo).

Em um processo de desconstrução e eliminação daquilo que não está relacionado com o seu caminho, sucedido por uma jornada de purificação e em então sua elevação.

magnum opus

Pessoas intensas criam sentido

Segundo Brendon Burchard em seu O Poder da Energia, uma das características das pessoas que tem resultados incríveis em suas vidas é a de criar sentido no que fazem. Por exemplo, você já deve ter comido em muitos lugares feijão, porém aquele que é preparado por alguém especial para você não tem um sabor especial? Ele não vem carregado de amor, cuidado, carinho e ternura? Ele não traz boas lembranças e sensações gostosas, além de um tempero único? Pois então, essa pessoa cria sentido no preparo desse feijão. Ela utiliza um meio comum para transmitir sua essência para quem saboreia.

Dessa maneira, no trabalho, você pode ajudar o seu colega com algum relatório de forma mecânica e impessoal, ou então usar esse momento paa aprofundar os laços de amizade e companheirismo. Por que não fazer esse trabalho com todo cuidado e ainda por cima deixar na mesa do seu colega com uma pequena surpresa ou um bilhete em cima?

Transformações profissionais

Os profissionais que dominam a habilidade de serem uma Pedra Filosofal se diferenciam da multidão de pessoas que estão apenas cumprindo suas obrigações. Eles são joias raras em suas empresas ou negócios. Assim, o diferencial de um atendimento, de uma linha de produção ou de desenho estratégico está na capacidade de ver além do obvio, de engajar, inspirar e aperfeiçoar o que está ao seu redor. Você já deve ter cruzado o caminho de alguém que quando estava em um ambiente tudo mudava, ela irradiava luz e calor. Todos se sentiam bem perto dela. Essa é uma pessoa mais próxima da Pedra Filosofal.

Assim, inspirado na alquimia medieval, o profissional tem a escolha de olhar para as pessoas que estão próximas a ele, as suas relações com o trabalho, seus objetivos mais profundos e refletir: como posso transformar em ouro?

objetivo: O Elixir da Longa Vida

Temam menos a morte e mais a vida insuficiente – Bertolt Brecht

elixir da longa vidaComo você pode vencer a morte? Qual o sentido de ter um projeto de vida incrível mas não ter tempo suficiente para realizá-lo? De que adianta ter riqueza material se não tiver saúde, energia e disposição para desfrutar?

Essas são inquietações esotéricas dos alquimistas. O poder de prolongar  sua existência nesse mundo de forma saudável e produtiva permite que uma pessoa atinja seus objetivos mais profundos.

O alquimista não se preocupa apenas com a boa saúde (sentido exotérico), mas sobretudo em vencer a morte pela eternização de sua obra.

O tempo para o alquimista é uma oportunidade para ser ocupada com aquilo que importa. Assim, ele deseja prologar ao máximo sua existência nesse mundo ao mesmo tempo que faz com que cada segundo nele valha a pena.

O alquimista não está interessado em intrigas, brigas ou disputas por questões mesquinhas. Ele deseja visitar o seu interior (VITRIOL) e então, após de retificar pode intervir no mundo de forma potente.

 

Memento mori (Lembre-se da morte)

memento moriEm algumas representações artísticas, você deve ter percebido a existência de uma caveira no cenário ou com a personagem interagindo com ela (lembra do famosos ‘ser ou não ser” de Hamlet?). Essa lembrança, longe de ter um aspecto entristecedor, tem o objetivo de trazer à consciência a finitude (e brevidade) da vida e que por conta disso, não podemos perder tempo. Temos que cumprir nossos desígnios nesse mundo, deixar nossa palavra sagrada. Precisamos gerar a transformação que viemos trazer para esse mundo e que apenas nós podemos fazer, pois somos uma expressão irrepetível de nós mesmo.

O memento mori lembra do nosso bem mais precioso: o tempo. Ele é finito, perdemos a cada segundo e não sabemos quanto temos. Dessa maneira, não podemos ter outra vida senão aquela voltada para a construção da Obra de nossa vida. Temos que aproveitar ao máximo o nosso dom de estarmos vivos. Assim, lembrando-nos da morte, podemos vislumbrar como queremos chegar no fim de nossos tempos e também que ele inevitavelmente chegará. Então é bom que não esbanjemos nossos dias com questões de menor ou nenhuma importância.

Eternize-se pela sua obra

O Elixir da Longa Vida profissional foi dominado quando o profissional tem uma realização tão profunda que ele pode nem mais estar entre nós que será lembrado e inspirará outras pessoas. Essa pessoa transformou para sempre o mundo. Dessa forma, o profissional pode refletir sobre como os seus talentos, vivências, intuições e aprendizados podem gerar aprimoramentos profundos em algum aspecto do mundo. Gerando valor para os outros o mundo recompensa com riquezas e, principalmente, lembranças.

Como você quer ser lembrado depois que partir?

“Soldados, pensem que do alto dessas pirâmides, quarenta séculos vos contemplam!” – Napoleão Bonaparte

objetivo: O Homúnculo

Homúnculo GarrafaO seu tempo é limitado. Ou seja, sua capacidade de intervenção direta no mundo é limitada. Existem tarefas que podem ser feitas em seu benefício que não precisam necessariamente de sua presença.

Basta que você controle o agente de transformação. Esse é o pensamento do alquimista.

Dessa maneira, quanto mais dedicação o alquimista tiver com a construção de seus Homúnculos ao longo de sua vida, mais capacidade e poder ele terá para conquistar o que deseja.

Sua busca por criar um “pequeno homem” para realizar suas tarefas enfadonhas é apenas o começo da história (sentido exotérico). Esotericamente, o homúnculo pode ser interpretado como sendo a condição do alquimista controlar uma série de recursos que o ajudam rotineiramente a construir sua Obra.

Uma ilustração exotérica muito boa do Homúnculo é o Moinho. Assim, ao invés do agricultor ter que gastar sua energia e tempo para moer os grãos, ele utiliza a Natureza para realizar essa tarefa para ele.

Entendendo e controlando os resultados do vento ou da água, ele consegue desenvolver uma estrutura (moinho) que entra em sintonia com essa força natural e passa a não precisar mais moer seus grãos. Enquanto mantiver seu moinho em boas condições.

Vários e vários braços

Fantasia Mickey com Vassoura

No campo profissional, quanto mais homúnculos estiverem sob seu controle e quanto mais eficazes eles forem, melhores resultados você terá. Por exemplo, podemos refletir sobre a limitação de seu dia (afinal ele tem apenas 24 horas). Se você contratar alguém para trabalhar para você, poderá contar não apenas com seu tempo como também com o tempo contratado dessa outra pessoa para ampliar a atuação profissional.

Caso o dono de uma loja vender seus produtos terá um certo resultado. Por outro lado, se tiver milhares de pessoas vendendo, terá um resultado significativamente maior. Essa é a essência do Homúnculo, você conseguir replicar ações.

Essa é a ideia retratada no clássico Fantasia, no qual o Mickey é um mágico que usa de seus poderes para dar pernas e braços às suas vassouras para que façam o serviço pesado para ele. Dessa forma, elas carregam baldes e mais baldes de água.

Outro exemplo, você pode juntar dinheiro reservando parte de seu capital todo mês, porém pode receber dinheiro regularmente se tiver sob seu controle estruturas que geram dividendos (como ações, afiliados, alugueis de imóveis etc.).

O importante é compreender tudo aquilo que se deseja ter (ou não ter) e buscar quais são as estruturas, lógicas de vida ou aliados que podem fazer isso por você. Quantos homúnculo hoje você possui?

 

Para saber mais