fbpx

Não permita que seu inimigo perceba seu espírito

Parábolas

//Não permita que seu inimigo perceba seu espírito

Lidando com o inimigo: Um monge estava só, ao cruzar uma ponte na qual mal conseguia equilibrar-se. A cada ponto transposto a passos curtos, mais a ponte, que era feita de cordas, se movimentava furiosamente. Logo, o monge percebeu, caminhando pelo corrimão, um escorpião, justamente no lugar cujo apoio lhe era essencial.

O animal, pequeno e letal, começou a subir pela mão do monge. Continuou lento e gradativamente pelo braço até alcançar-lhe o ombro. O homem sob o manto experimentou, naquele momento, um gelo perpassar-lhe a espinha e fê-lo parar instantaneamente a caminhada.

Antes que seu coração disparasse, lembrou-se de de respirar com mais calma.

Sua mente buscou as nuvens, e por longos segundos o escorpião não se moveu. Em socorro, como numa providência divina, uma rajada de vento os atingiu, fazendo-os balançar violentamente.

Com isso, a ameaça foi lançada abismo adentro, de encontro às rochas, Feliz, o monge agradeceu ao vento e seguiu sua caminhada.

Tendo ouvido atentamente a história contada pelo mestre, o pupilo esperou pela conclusão:

– Agradeci pela sorte que tive. Mas, se eu não tivesse passado despercebido ao escorpião, certamente nossa história teria outro fim. Pois só se pode acertar aquilo que se consegue ver ou sentir. Entenda, não fornecer informação ao inimigo, seja ele de qualquer natureza, leva-nos ao caminho da segurança. Na vida, surgirão vários escorpiões pelos corrimões, e eles devem ser percebidos e reconhecidos por nós. E nós devemos buscar nunca ser percebidos por eles. Devemos ser parte do ambiente que os cerca, percebendo os inimigos declarados em qualquer nível, para, assim, tentarmos atravessar incólumes todas as pontes que cruzarmos.

Percebendo o inimigo e não sendo percebido

percepçãoUma das mais importantes habilidades que podemos ter é a capacidade de saber o que acontece ao nosso redor.

Identificar quem são nossos aliados e nossos inimigos, sabendo como agir com cada um deles.

Ter sempre aguçada nossa percepção para compreender as mais diversas nuances do mundo que estamos interagindo.

Além disso, temos que ter bem claras estratégias para que nossos inimigos não consigam nos perceber. Não é possível atingir aquilo que não se sabe onde está.

Ter a capacidade de se camuflar no meio que está inserido, atento ao que está ao redor.

Não dar informações vitais para quem nos quer fazer mal, dá uma vantagem estratégica incomparável.

Treinar sempre a visão, essa é uma das chaves da vitória.

Por |2018-06-06T11:19:05+00:0025 setembro 2017|Parábolas|

Sobre o Autor:

Presidente do Instituto Loureiro de Desenvolvimento Humano e da Novah Agência de Comunicação. Desenvolvedor humano, coach, mentor, professor, escritor, matemático, terapeuta corporal ayurvédico e tântrico, autor e palestrante. Pesquisador e um dos pioneiros da aplicação integrada de técnicas e conceitos de Pedagogia, Coaching, Mentoring e Ayurveda no desenvolvimento de pessoas. Atuou durante mais de 20 anos como professor e palestrante, tendo desenvolvido milhares de pessoas ao longo desse período. Cursou Engenharia Civil, Bacharelado em Estatística, Licenciatura de Matemática e Marketing com especializações nas áreas de Psicologia, Educação, Marketing e Astronomia, pelas instituições USP, FGV, FAAP, UNIP. Violonista clássico, geek e colecionador de livros e documentos raros.

Deixe um Comentário