fbpx

Ilha das Flores: a fome e o valor que temos

//Ilha das Flores: a fome e o valor que temos

O quanto a fome machuca o ser humano e a sociedade? Quais os motivos para ela existir em um mundo de abundância e desperdício? Empatia é a capacidade de colocar no lugar do outro e se importar com isso. Convido você a conhecer um documentário chamado Ilha das Flores (1989).

Documentário Ilha das Flores

Buscamos a liberdade, o espaço na vida para nos tornarmos a melhor pessoa que podemos ser. Muitas vezes o ser humano não consegue alcançar esse estado porque não teve a sorte de ter recursos e oportunidades.

Infelizmente, muitos seres humanos não são tratados como tal. Não tem as condições mínimas de dignidade e respeito. E a visão da meritocracia (os resultados de uma pessoa dependem exclusivamente de seu esforço) é absurdamente cruel com aqueles que chegaram nesse mundo em clara desvantagem.

Sorte e azar

Leonard Mlodinow mostra em seu O Andar do Bêbado que os resultado que uma pessoa obtém em sua vida é uma composição de suas habilidade e do acaso. Ou seja, existe um forte componente de sorte e azar. De oportunidades.

Grande parte dos resultados que uma pessoa consegue em sua vida são frutos de seus desempenhos escolares e profissionais. Pierre Bourdieu, sociólogo francês, afirma que o que segrega os homens (e as classes sociais) não são os fatores de produção, mas sim o Capital Cultural.

Para ele, existe uma forte relação entre o desempenho na escola (e consequentemente no trabalho) e a origem social. O que é valorizado tende a privilegiar os campos de interesse que estão ao redor da elite. Se quiser saber mais, clique aqui.

Tenho aqui um vídeo de pouco menos de 5 minutos que explica muito bem o que é o Capital Cultural:

Para alterar essa realidade é preciso romper esses ciclos de exclusão e miséria. Ações diretas no combate aos efeitos da miséria em conjunto com uma gradual mudança do que tem valor.

Desenvolvimento de todo seu potencial

De que maneira alguém preocupado com a sua própria sobrevivência pode se desenvolver em sua plenitude? Imagine uma grande personalidade como Einstein ou Newton. Suponha que eles tivessem nascido em um lugar onde as pessoas morrem de fome. E se eles mesmos tivessem morrido de fome quando crianças? O mundo inteiro teria perdido a beleza e a contribuição de suas obras, certo?

Quantos Einsteins e Newtons nasceram em uma Ilha das Flores e nunca chegaram a oferecer ao mundo suas poderosas contribuições? Morreram de fome ou passaram suas vidas lutando para não morrer.

Quando um ser humano sofre para chegar em sua excelência, todos sofremos. Todos perdemos.

Nesse momento, podemos fazer uma poderosa reflexão sobre as bênçãos de nosso alimento, de nossa casa, de nossa família. A que podemos ser gratos hoje?

Conhecer duras realidades nos ajuda a lembrar do valor da vida e de quem tem pesados fardos para carregar. Isso deve servir para nos animar e nos dar energia para lutar com todas as nossas forças.

Não é que eu não sinta tristeza ou raiva, minha estratégia é transformar minhas emoções negativas, em energia para lutar e mudar o mundo – Patch Adams

 

Metas de Desenvolvimento Sustentável da ONU

A propósito, você conhece as 17 Metas de Desenvolvimento Sustentável da ONU?

Global Goals UN

Existe algum que você se identifica? Quando pensamos nos desafios globais, conseguimos entender as dificuldades que temos enquanto espécie e como podemos contribuir. Essa é uma mensagem poderosa para alterar realidades atuais e para as gerações futuras.

Essa é uma das mais poderosas formas de pensar em seu Legado, gerar ações locais pensando nas necessidades de nosso planeta. Algumas pessoas vem falar comigo sobre a dificuldade para encontrar a sua Missão de Vida. Uma dica que eu dou é olhar para dentro de si e perceber o que realmente emociona você. O que existe no mundo que você gostaria de ver mais? Ou o que você gostaria que não existisse no mundo?

Alguns se desmotivam quando percebem o tamanho do desafio, descobrindo que existe um conjunto de Ilha das Flores. Não podemos colocar o peso em nossas costas de mudar o mundo. Mas podemos mudar a nós mesmos e o mundo que está próximo a nós.

Seja a mudança que deseja ver no mundo – Mahatma Gandhi

Se ao assistir o Ilha das Flores você se sentiu mal, você já deu um passo a mais na direção da mudança do mundo. Se a fome do próximo entristece você, de que maneira você pode contribuir para diminuir a fome de quem está ao seu alcance?

O que você pode fazer hoje, que quando fizer, tornará o mundo um lugar um pouco melhor.

Pequenas atitudes podem gerar grandes resultados. E não se esqueça de que bons exemplos geram efeitos multiplicadores. Seja o exemplo daquilo que deseja ver mais no mundo.

Se quiser conhecer sobre como o voluntariado pode contribuir decisivamente com essa construção do futuro que queremos, clique aqui.

É assim que revoluções acontecem.

Termino esse post com a lembrança de uma música tão linda, quanto poderosa de Michael Jackson, Heal the World:

Sugestões Bônus

Se você tiver interesse, conheça o trabalho da FAO, Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, clicando aqui.

Você sabia que é possível ser um Voluntário Online na ONU? Clique aqui e veja como é incrível essa oportunidade para ajudar.

 

Por |2018-06-06T11:19:09+00:0027 março 2017|Conheça o mundo|

Sobre o Autor:

Presidente do Instituto Loureiro de Desenvolvimento Humano e da Novah Agência de Comunicação. Desenvolvedor humano, coach, mentor, professor, escritor, matemático, terapeuta corporal ayurvédico e tântrico, autor e palestrante. Pesquisador e um dos pioneiros da aplicação integrada de técnicas e conceitos de Pedagogia, Coaching, Mentoring e Ayurveda no desenvolvimento de pessoas. Atuou durante mais de 20 anos como professor e palestrante, tendo desenvolvido milhares de pessoas ao longo desse período. Cursou Engenharia Civil, Bacharelado em Estatística, Licenciatura de Matemática e Marketing com especializações nas áreas de Psicologia, Educação, Marketing e Astronomia, pelas instituições USP, FGV, FAAP, UNIP. Violonista clássico, geek e colecionador de livros e documentos raros.

Deixe um Comentário