fbpx

Atração pessoal – cuide do jardim e as borboletas virão

//Atração pessoal – cuide do jardim e as borboletas virão

Muitas pessoas me perguntam como aumentar sua atração pessoal. Querem conquistar alguém especial ou melhorar sua posição no trabalho. Perguntam técnicas de persuasão, análises de leitura corporal e outras bruxarias de mentalismo. Isso tudo ajuda muito na hora de ser uma pessoa que influencia outras. Só que existe algo muito mais poderoso: a beleza e a ordem de seu espaço interno.

Quando estamos bem, emitimos bons sinais na forma de andar, falar e sorrir. Escolhemos palavras positivas, construtivas e que iluminam a mente de quem ouve. Isso tudo de forma inconsciente. Não precisamos pensar e forçar um modo de agir, tudo flui naturalmente.

Antes de nos preocuparmos com o que iremos fazer para conquistar alguém, vamos olhar para dentro de nós mesmos. Como estão as coisas ali? O que temos de belo que iremos entregar a essa relação?

Não corra atrás das borboletas. Cuide do seu jardim e elas virão

O que as pessoas querem

Todo mundo quer experimentar boas sensações. As pessoas sentem atração pessoal por aquilo que as alegra, pelo que aumenta suas potências de agir. Quando convidamos alguém para entrar em nosso mundo, passamos a interferir em seus sistemas. As pessoas possuem sonhos, medos, fantasias, aversões, assim como nós.

Quando elas encontram pessoas que podem de alguma maneira contribuir para aquilo que desejam ou que protegem do que temem, passam a querer ficar perto. Naturalmente. Não precisa forçar, correr atrás.

Como as pessoas começam os relacionamentos

Quando conhecemos uma pessoa, passamos por alguns estágios internamente.

  • Primeiro estágio: O primeiro é o da análise de autoproteção. Será que essa pessoa pode me fazer mal ou não? Se ela acredita que de alguma forma existe um risco, buscará se afastar. Fim da história.
  • Segundo estágio: Caso não perceba hostilidade, passará para o segundo estágio: a curiosidade. Essa pessoa pode me fazer bem de alguma forma? Se não, simplesmente a ignorará.
  • Terceiro estágio: Se perceber que existe algo que de bom para ela, vai para o próximo estágio: o contato. Aí entra nossa capacidade cognitiva, nossas falas e atuação direta intensa.

Até chegarmos no terceiro estágio, perceba que tudo é sentido, muitas vezes não-verbal. Então se temos uma energia interna hostil, entristecida ou grave, podemos emitir os sinais errados e com isso podemos afastamos as pessoas que queremos por perto.

Somos empáticos

Você já reparou que quando encontramos alguém feliz, ficamos felizes? E quando encontramos alguém triste, de alguma forma ficamos mal?

Isso acontece porque entramos em sintonia com o outro. Essa é uma característica humana que nos permite agir em grupo, formar relações. Possuímos neurônios-espelho que nos tornam empáticos. Por esse mesmo motivo, temos a sensação de sentir o que os personagens na televisão estão sentindo. Compartilhamos sentimentos.

Naturalmente todo mundo quer experimentar boas sensações então se aproximam daquilo que as ajudam a entrar em sintonia com coisas felizes, para cima. Sentimos atração pessoal com aquilo que tem a capacidade de nos fazer bem.

Atração pessoal baseada na empatia

Assim, podemos buscar ter um universo interior organizado, iluminado, positivo e por causa dessa empatia, quem está ao nosso redor passará a se sentir bem conosco. E com isso buscará estar cada vez mais perto. Esse é o truque. Dessa maneira, conseguimos espalhar energia boa e ter as relações que desejamos.

Isso é muito melhor do que utilizar técnicas ou gastar horas enchendo o saco das pessoas para que façam o que você quer. Claro que sempre é possível ter alguns resultados, mas eles são rasos e estou certo de que não duram por muito tempo. De verdade, queremos alguém por perto porque manipulamos seus sentimentos? Não é muito melhor ter alguém conosco por quem somos e pelo que emitimos? Essas são relações profundas.

Acredito que após haver esse interessa, aí sim podemos utilizar o que conhecemos de mentalismo para deixar o encontro mais agradável. Essas técnicas ajudam na hora de conduzir os pensamentos e amplificar ainda mais a experiência.

Cuidando do nosso jardim interior

Todos temos um lugar interno para cultivar os sentimentos e as memórias que desejamos. Se estamos presos a lembranças dolorosas, que temos apego a sentimentos de raiva ou vingança. Tudo isso interfere na beleza de nossa mente. São como poluição em nossos sistemas. Coisas ruins dentro de nós diminuem nosso poder de atração pessoal.

Cabe a nós mudar intencionalmente isso. Alterando o que emitimos para o mundo, mudamos o que o mundo traz para nós.

Técnicas iniciais para cultivar um belo jardim interno

  • Medite: essa é uma forma maravilhosa de acalmar e arrumar a mente. Meditar altera a composição hormonal de nossos corpos, ajuda no controle das emoções e traz uma sensação única de paz interna. Simplesmente fique em silêncio, contemple sua existência, sinta o que você possui dentro de si. Aqui tem um roteiro bem prático para conduzir sua meditação.
  • Faça o que lhe apetece: quando nos divertimos, aliviamos nossas tensões internas. Gosta de pescar? Pesque. Curte jogar futebol? Jogue. Ama olhar para as estrelas? Olhe! Praticar uma atividade que nos dá prazer faz com que esqueçamos dos problemas e eleva nossa energia interna. Encontre algo que faça com que você não veja o tempo passar, que deixe você completamente imerso naquela atividade. Algo que faça com que você fique em Flow. Instantes de vida que não quer que acabem. Experimente esses momentos ao longo dos dias. A vida não é feita apenas de obrigações, mas também daquilo que profundamente nos alegra.
  • Agradeça: o ato de agradecer contribui para nos manter com o foco no positivo. Essa visão alegre do mundo alimenta nossa mente com coisas positivas, o que ilumina nosso espaço interior. Assim, à noite pense em três bênçãos que você experimentou naquele dia. Pode ter recebido um elogio, terminado uma tarefa, visto uma flor, terminado um livro, rompido uma barreira, visto seu filho. Tenho certeza de que no mínimo três coisas lindas acontecem em sua vida todos os dias.
  • Faça coisas boas: ao agirmos positivamente com o mundo, nossa energia interna aumenta. Oferecendo nosso tempo, nosso conhecimento, nossa capacidade de alteração do mundo em prol de outros seres nos ajuda a iluminar nosso plano interno. É uma relação ganha-ganha. Estar em contato com isso contribui para que estejamos mais felizes e capazes de oferecer ainda mais felicidade. Treinamos nossa mente a fazer o bem para quem está perto de nós, o que desenvolve nossa atração pessoal.

Técnicas adicionais

  • Se alimente de coisas boas: nos alimentamos não apenas de comida e bebida, mas também do que vemos, ouvimos e sentimos do mundo. Traga para dentro de si apenas aquilo que é verdadeiramente bom, nada que agrida, machuque ou traga desconforto. Alimentação saudável; programas de televisão que informem, não que tragam violência para nossa mente; música boas, alegre, contemplativas; exponha seus olhos à coisas belas, alimentamos nossa alma quando vemos o que é bonito, ordenado, sublime.
  • Esteja com pessoas boas: somos influenciados pela média das pessoas mais próximas a nós. Se existe um ideal que temos de nós, observemos as pessoas que nos rodeiam. Faz sentido quem essas pessoas são com o que queremos ser? Traga para perto pessoas que ajudem nesse caminho, pessoas positivas, iluminadas, inteligentes, boas. De preferência, esteja perto de quem é melhor que você, quem está em algum nível acima, elas poderão ajudar em sua evolução. Tendemos a nos cercar de quem está abaixo de nós, isso ajuda para alimentar nosso ego, mas não muito em nosso crescimento pessoal.
  • Desenvolva sua mente: estude mais, viaje mais, conheça novas pessoas, explore a mente de outras pessoas. Desenvolvimento intelectual ajuda muito na hora de entrar em contato com sua natureza. Você sabia que pensamos com palavras? Se não temos condição de descrever o que sentimos, queremos e pensamos, teremos dificuldades para conseguir estruturar internamente da forma de desejamos. Pessoas sábias tem mais chances de ter um espaço interior interessante.
  • Cuide do corpo: esteja em uma máquina saudável, equilibrada e cheia de energia. Faça atividades físicas que dão prazer, receba mais massagens, busque mais conforto físico. Tudo isso fará com que se tenha uma máquina de interação com o mundo mais capaz de oferecer coisas boas à outra pessoa. Isso aumenta nossa atração pessoal. Se não estamos bem com nosso corpo, se algo nele nos faz mal, isso interfere em nossos pensamentos e emoções.

Bônus

  • Sorria mais: nossa mente e nosso corpo estão unidos em uma via de mão dupla. Se estamos bem, sorrimos. Então se sorrimos, nossa mente entende que estamos bem. Tente fazer isso agora, force um sorriso. Tenho certeza de que os pensamentos negativos sumiram. Essa técnica funciona com qualquer sentimento ou pensamento. Quer sentir ou pensar de alguma forma? Aja daquele jeito. Force sua postura corporal para que seja igual às pessoas que tem esse sentimento ou pensamento. Isso pode ser visto nesse TED abaixo com a Amy Cuddy, “Sua linguagem corporal molda quem você é”:

Quer uma força para cuidar de seu jardim interno? Escreva para mim que eu posso ajudar: marco@institutoloureiro.com.br, mude sua vida para um nível cada dia maior, com mais alegria e satisfação. Seja uma pessoa que uma alta capacidade de atração pessoal e mude seus relacionamentos com você e com o mundo.

Por |2018-06-06T11:19:06+00:0030 abril 2017|Conheça a si mesmo|

Sobre o Autor:

Presidente do Instituto Loureiro de Desenvolvimento Humano e da Novah Agência de Comunicação. Desenvolvedor humano, coach, mentor, professor, escritor, matemático, terapeuta corporal ayurvédico e tântrico, autor e palestrante. Pesquisador e um dos pioneiros da aplicação integrada de técnicas e conceitos de Pedagogia, Coaching, Mentoring e Ayurveda no desenvolvimento de pessoas. Atuou durante mais de 20 anos como professor e palestrante, tendo desenvolvido milhares de pessoas ao longo desse período. Cursou Engenharia Civil, Bacharelado em Estatística, Licenciatura de Matemática e Marketing com especializações nas áreas de Psicologia, Educação, Marketing e Astronomia, pelas instituições USP, FGV, FAAP, UNIP. Violonista clássico, geek e colecionador de livros e documentos raros.

Deixe um Comentário